• Teresina, 27/01/2022
  • Tempo Hoje: 28° | 28°
Publicidade
Publicidade

Nova variante ameaça festas de final de ano

A ômicron já foi detectada em cinco continentes e a OMS já alertou que essa nova variante do coronavírus representa “um risco muito elevado para o planeta”. Por isso, a recomendação é continuar se prevenindo para diminuir os riscos de transmissão e contág


Nova variante ameaça festas de final de ano

Quando a gente pensa que estávamos perto de vencer essa pandemia, com o número de óbitos e de casos diminuindo, um percentual de 74,43% da população brasileira vacinada com a primeira dose e 62,25% dessa população imunizada com a segunda dose da vacina contra a Covid-19, aparece uma nova preocupação mundial: essa nova variante ômicron, oriunda da região sul da África, que tem alto risco global.  

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou nesta segunda-feira (29-11) que a nova variante do coronavírus representa “um risco muito elevado para o planeta”, principalmente por conta das possibilidades de que a cepa escape à proteção das vacinas disponíveis e tenha "vantagens" na transmissibilidade.

“Dependendo dessas características, é possível que haja surtos futuros de Covid-19, que podem ter consequências graves, dependendo de uma série de fatores, incluindo os lugares onde esses picos podem ocorrer", é o que afirma o relatório técnico da organização.

Por conta disso, cidades onde já não era obrigatório o uso de máscara, como Nova York, já recomendam a volta dessa proteção individual. Antes bastava apresentar a carteirinha de vacinação. É o mundo retroagindo e se “curvando” novamente às variantes do coronavírus.

E isso representa novos prejuízos para a economia, inclusive para um dos setores mais prejudicados com a pandemia, voltado para o setor de transporte aéreo, uma vez que ocorreu a suspensão de voos provenientes de vários países da região afetada no continente africano.

Na última sexta-feira, a Holanda confirmou 13 casos da variante ômicron, depois de 61 passageiros chegarem da África do sul de voos de Joanesburgo e Cidade do Cabo infectados com a Covid-19. E é dessa forma que novos casos vão surgindo, espalhando-se pelos países europeus, e pelo mundo. A nova variante do coronavírus já foi detectada em 5 continentes.

Israel foi o primeiro país a fechar as fronteiras contra os países do sul da África, mesmo a OMS fazendo um apelo para que a comunidade internacional não isole os países africanos.  E assim ainda podemos demorar mais de dois anos para uma recuperação eficaz da economia, inclusive agora no final do ano, quando já estavam sendo programadas festas de natal e réveillon, a perda pode ser enorme, inclusive no setor de turismo e hotelaria.     

Apesar de muitas incertezas e mesmo com esse temor das vacinas já desenvolvidas não serem eficazes contra a nova variante, ainda não se sabe se a mesma é muito letal, uma vez que a própria OMS disse que até o momento não se registrou nenhuma morte associada à variante ômicron.  

Diante dessas incertezas, prevenir ainda é o melhor remédio, é preciso reduzir todo e qualquer risco de transmissibilidade e continuar adotando as medidas necessárias para prevenir a disseminação da nova variante, já divulgadas desde o início da pandemia, como o uso de máscara, álcool 70, evitar aglomerações, inclusive nas festas de final de ano, e manter o ambiente limpo e higienizado.

 

Bares lotados na capital e sem fiscalização 

O Piauí ontem não registrou nenhum óbito por covid-19 , mas não é hora de relaxar, principalmente com a ameaça dessa nova variante. Ainda estamos muito aquém no que se refere à adoção de medidas de segurança mais eficazes para combater a transmissão do novo coronavírus e suas variantes. Em outros Estados, por exemplo, têm repartições públicas exigindo o comprovante da vacinação. Aqui ainda não chegamos nesse nível, nem ao menos nos lugares de maiores riscos, que promovem aglomeração. Nesse final de semana basta passar pela entrada de um bar na avenida jóquei Clube, na altura da Homero Castelo Branco, para comprovar isso. Muitos jovens se aglomeram todo final de semana em uma fila enorme, sem máscara e o mínimo distanciamento. E o local sequer pede o uso de máscara, quanto mais o passaporte da vacina. E cadê, que tem fiscalização nessa hora?

 

Mais de 240 mil não foram receber segunda dose no Piauí 

Até esta segunda-feira (29), foram aplicadas em todo o Piauí 4.540.740 doses da vacina contra a Covid-19, sendo 2.463.797 de primeira dose, 1.874.798 de segunda dose, 49.642 com dose única e 152.503 de terceira dose (dose de reforço). A informação está disponível no site http://www.saude.pi.gov.br/.

De acordo com os dados divulgados pela FioCruz, 240.376 pessoas no Piauí já poderiam ter sido vacinadas, mas ainda não retornaram aos postos de saúde para completar o esquema vacinal contra a Covid-19. Apesar da redução nos óbitos, o Piauí já soma 7.185 mortes e 331.371 de casos confirmados da doença.

 


A 70⁰ Expoapi acontece a partir de domingo (05)

A 70⁰ Expoapi acontece entre os dias 5 e 12 de dezembro no Parque de Exposições Dirceu Arcoverde. O evento será o primeiro teste para a realização de grandes eventos no Piauí, com a permissão da presença de 5 mil pessoas. Esperamos que as pessoas tenham consciência e ocorra alguma fiscalização. São 18 estados participantes e a expectativa é movimentar mais de 40 milhões de reais em negócios, contribuindo com a revitalização da economia local. O evento conta com shows musicais, leilões e concurso de animais, dentre os mais esperados estão os shows de César Menotti e Fabiano, Tierry, Zé Cantor, Mano Walter e Calcinha Preta. Hoje foi o lançamento do evento.


Governador quer agilidade na execução das obras 

O Governo do Estado realizou nesta segunda-feira (29) o Encontro de Gestores, objetivando fazer uma avaliação da gestão do ano e projeções para 2022.

Durante o encontro, o governador Wellington Dias disse que a prioridade agora é a conclusão de obras que já estão em andamento. Ele ainda pediu o apoio de todos os gestores para destravar rapidamente a burocracia e agilizar a execução dessas obras.  

 


Decreto com novas regras será publicado 

Durante o encontro, o governador confirmou que pediu para equipe revisar o último decreto publicado com novas medidas restritivas contra a Covid-19, a fim de que fique claro o que poderá funcionar ou não até o réveillon. Um dos itens que deve continuar no novo decreto que será publicado é quanto ao uso de máscara, que continuará obrigatório.

 


Assis Brasil

A cultura piauiense está de luto com a partida de Assis Brasil, o renomado escritor piauiense, de Parnaíba, que tem mais de uma centena de obras escritas e publicadas. Recentemente, ele teve que ser submetido a uma cirurgia ortopédica, depois de um acidente doméstico. Teve alta hospitalar, porém, quando estava em casa, no último domingo, passou mal devido a problemas respiratórios, que evoluíram para o óbito, aos 93 anos.  O escritor deixa um importante legado para literatura piauiense e brasileira.

 






LEIA TAMBÉM

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Guia Comercial

Veja nossos Planos

Classificados

Anuncie Grátis

Publicidades

Fale Conosco