• Teresina, 27/10/2021
  • Tempo Hoje: 26° | 26°
Publicidade
Publicidade

Flora Isabel é empossada administrativamente conselheira no TCE-PI


Flora Isabel é empossada administrativamente conselheira no TCE-PI

A nova conselheira do Tribunal de Contas do Estado, Flora Isabel, foi empossada administrativamente nesta segunda-feira (20), em solenidade rápida no gabinete da conselheira Lilian Martins, presidente do Tribunal. A posse solene, que é a festiva, deve ser marcada para os próximos dias. O evento aconteceu obedecendo as restrições por conta da pandemia. A eleição para conselheiro do TCE na eleição secreta realizada na Assembleia foi cheia de polêmicas com direito a duas desistências dos deputados Flávio Nogueira Júnior e Zé Santana. Flora Isabel foi eleita com 17 votos. Wilson Brandão teve 12 votos e teve um voto em branco. Os seis candidatos que não eram políticos não tiveram nenhum voto. Logo depois do resultado da eleição, o advogado André Portella, do Custo Piauí, ingressou com uma ação na Justiça alegando a infração ao regimento interno da Assembleia Legislativa e falta de transparência pedindo a anulação da eleição. Flora Isabel disse que já se prepara para assumir as novas funções e atuar na fiscalização e transparência das contas públicas no TCE-PI. ‘São sete conselheiros. Sete pessoas que têm o papel de julgar contas e prevenir erros. Agora é me preparar para poder estar assumindo e dar conta do recado”, disse ela. 


Prevenir e educar

 “Um dos papéis primordiais dos tribunais de contas é também de prevenir e educar. Esse papel é muito importante. Quando você previne e educa, você pode ter gestores mais competentes e comprometidos com o poder público”, comentou Flora Isabel empossada como a nova conselheira do Tribunal de Contas do Estado. 


Afastamento e desconto

O vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT), apresentou um projeto de lei que prevê afastamento do cargo e corte de salário de servidor público municipal que se recusar a tomar a vacina contra a Covid-19.  O projeto torna obrigatória a imunização a todos os servidores, agentes efetivos e prestadores de serviços terceirizados e comissionados de Teresina.


Sanção 

O deputado estadual Franzé Silva (PT) apresentou um projeto que impõe sanções a quem se recusar a vacina. O projeto determina que estabelecimentos, espaços de uso coletivo, e eventos realizados no Piauí exijam comprovantes de vacinação contra a Covid-19 para permitir o acesso do público.


Bloqueio de contas

O conselheiro substituto do TCE-PI, Jaylson Campelo, determinou o bloqueio de R$ 1,6 milhão do Fundef da Prefeitura de Pavussu, do prefeito Julimar Barbosa.  O bloqueio foi feito pelo Ministério Público de Contas na quantia referente aos precatórios do FUNDEF repassados pela União para Prefeitura de Pavussu.


Agenda adiada

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, viria ao Piauí receber o título de cidadania, proposto pelo deputado Júlio Arcoverde e que foi aprovado pela Assembleia Legislativa ainda no ano passado. A solenidade seria nesta terça-feira (21) às 10 horas. A solenidade foi cancelada e nova data será marcada.


Pesquisa de avaliação

O ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, disse que pode deixar o ministério para disputar o governo do Piauí, se for necessário e a população decidir por isso. Nesse momento o Progressistas tem os nomes do ex-prefeito de Teresina, Sílvio Mendes, e o da deputada federal  Iracema Portela, como os nomes postos para a disputa em 2022. As pesquisas é que vão decidir o nome.


Concurso prorrogado

O comandante da Polícia Militar do Piauí, coronel Lindomar Castilho, confirmou que as inscrições do concurso da PM que encerraram no dia 26 de agosto serão reabertas. De acordo com o comandante, o motivo da reabertura é o aumento no número de vagas, que passará de 650 para 1 mil vagas. “Será realizado um aditivo para o aumento no número de vagas e em razão disso será elaborado um novo calendário”, esclareceu.


VOZ DO PODER

 “Com certeza. Não só eu, mas todos os deputados. Acho que se mantiver essas regras atuais, vários deputados vão ter que migrar para outras siglas. Isso é uma coisa natural e normal, alguns partidos tentarem se fortalecer e fazer convite aos colegas”, declarou o deputado estadual Gustavo Neiva falando sobre diversos convites com a possibilidade de mudar de partido, depois que o PSB entrou na base do governo e ele continua na oposição.






LEIA TAMBÉM

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Guia Comercial

Veja nossos Planos

Classificados

Anuncie Grátis

Publicidades

Fale Conosco