Arquidiocese de Teresina realiza lançamento da Caminhada da Fraternidade

O tema do evento, neste ano, é “Acende a fogueira do meu coração”, inspirado em uma marchinha junina


Arquidiocese de Teresina realiza lançamento da Caminhada da Fraternidade Arcebispo de Teresina, Dom Juarez/Foto: Pedro Silva

“O céu é tão lindo, a noite é tão boa. São João, São João, acende a fogueira do meu coração”. Já diria Carmen Miranda, em 1935, ao gravar a marchinha junina Sonho de Papel, do compositor Alberto Ribeiro. 

Cantada e dançada em todo período junino, o verso de uma das estrofes inspirou e se tornou o tema da 29ª Caminhada da Fraternidade, que será realizada no dia 08 de junho, às 16h, em Teresina. Durante o lançamento do evento, na manhã desta sexta-feira (01), no Centro Pastoral Paulo VI, o arcebispo metropolitano da capital piauiense, Dom Juarez, explicou a relação do tema com a música.

“O tema foi muito inspirado, porque se baseia em uma música popular, na festa junina. O São João está no coração do brasileiro, principalmente dos nordestinos. “Acende a fogueira do meu coração”. Não sei se é proposital e consciente, mas coincide com aquilo que a nossa fé cristã e católica nos ensina. A fé nos impulsiona para a caridade operante. São Paulo diz na carta aos Efésios que o amor nos impulsiona para a caridade. Somente um coração aquecido pela fé e pelo amor de Cristo, pode ser impulsionado para ir ao encontro do irmão e praticar esse amor em forma de doação, de partilha, de abraço, de sentimento e expressões de amor e caridade para o próximo”, destacou Dom Juarez.

Coordenada por Emília Nunes, a caminhada vem para complementar a Campanha da Fraternidade, lançada em fevereiro deste ano em todo o Brasil, com o tema: “Fraternidade e Amizade Social”. Além disso, o evento homenageia o padre Chiquinho, que faleceu em dezembro de 2023 após sofrer um infarto.

“A caminhada está a cara do padre Chiquinho, que foi tão cedo arrebatado e está hoje no reino de Deus. O ponto inicial, no dia 8 de junho, às 16h, será a celebração da sagrada eucaristia na Paróquia de São Benedito. Depois, nós não vamos caminhar, nós vamos nas avenidas de Teresina para dançar quadrilha, dançar São João, cantar as músicas juninas acompanhados pelo grupo Sol e Mar, e vamos encerrar na Potycabana com um momento de oração e louvor a Deus, com o grupo Exército de Deus. Para participar, é só adquirir o kit. Não é comprar, porque nós não vendemos. Com R$ 30, você ajuda muitas pessoas que precisam e trabalham no serviço da ASA (Ação Social Arquidiocesana), como o Lar de Misericórdia, o Centro Maria Imaculada, pessoas com câncer, com hanseníase, crianças em situação de rua e de risco, e tantas pessoas carentes que batem, no dia a dia, na porta do arcebispo”, detalhou Emília.

Coordenadora do evento, Emília Nunes/Foto: Pedro Silva

O lançamento da 29ª Caminhada da Fraternidade contou com a presença de integrantes da ASA, da Igreja Católica, da imprensa, e de autoridades políticas, como o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (Republicanos).

“Toda a minha vida foi cuidar de gente. Até mesmo quando eu trabalhava na roça, e era pequeno, quando uma pessoa se lesionava, eu pegava folha, fazia aquele amassado, botava em cima da ferida, e amarrava com um pedaço da saia da minha mãe. Eu sou fraterno desde que nasci, e tive essa consciência de fraternidade quando estava um pouco maior, quando pude saber que sem o amor, a aproximação, sem a integridade entre nós, seres humanos... se não caminharmos para que a fogueira acenda, a culpa é nossa. Não é culpa de Deus, porque Deus mostra o caminho do amor, mostra a luz, a vida e a esperança também”, relembrou o prefeito.

Prefeito Dr. Pessoa/Foto: Pedro Silva

Para o padre Tony, que também estava presente, o mais importante para a celebração do evento é a presença da população. “O homem precisa ser acolhido, amado, respeitado na alegria, por isso que tem este tema tão bonito: “Acende a fogueira do meu coração”. Porque se eu continuo na minha poltrona esperando que as coisas aconteçam, isso não é de cristão nem de filho de Deus. Não me agrada você me telefonar: “Padre Tony, vou deixar um cheque de mil reais para ajudar a caminhada”. Me interessa é você vir e estar na avenida conosco, participando da alegria e da festa que é para ajudar os mais necessitados”, pontuou.

Padre Tony/Foto: Pedro Silva

Na Campanha da Fraternidade, os valores arrecadados são encaminhados para serviços sociais desenvolvidos pela Igreja, voltados para pessoas em situação de vulnerabilidade. Para participar do evento, as pessoas podem adquirir o kit - composto por uma camisa, um copo, um bloco de anotações e uma caneta – na Igreja Paulo VI, ou em sua própria paróquia, onde ele também estará à venda. 



Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login