• Teresina, 28/06/2022
  • Tempo Hoje: 25° | 25°

Fisioterapia ocular auxilia em vários problemas de visão

O especialista destaca ainda que a fisioterapia ocular também é recomendada em casos de paralisias neurológicas provocadas por aneurismas e AVC.


Fisioterapia ocular auxilia em vários problemas de visão

Foto: reprodução Freepik

Desde cedo, as cores e as formas são fundamentais para que o bebê explore o mundo e se desenvolva, por isso, a visão é um dos principais órgãos para o desenvolvimento humano. Então, cuidar da saúde dos olhos deve estar entre as prioridades desde o início da vida, pois, em casos de problemas oculares, o diagnóstico precoce também é crucial para o sucesso do tratamento. E a fisioterapia ocular se torna uma grande aliada em todo o processo, desde a prevenção, tratamento de doenças, e também indicada em casos de dificuldades pedagógicas infantil ocasionadas por distúrbios visuais de causa óculo-motora.

“Criança que adota um padrão de posição viciosa da cabeça, como inclinada, na hora de estudar ou ver televisão pode ser indicativo de insuficiência de convergência, um problema que pode causar dores de cabeça, visão dupla ou desfocada, além de problemas na coluna, consequentemente resultando em dificuldades no desenvolvimento pedagógico infantil. Nesses casos, a fisioterapia ocular vem para auxiliar na estimulação visual, motora ocular e equilíbrio postural”, explica Dr. Hélio Siqueira, fisioterapeuta ocular do Vilar Hospital de Olhos.

O especialista destaca ainda que a fisioterapia ocular também é recomendada em casos de paralisias neurológicas provocadas por aneurismas e AVC (Acidente Vascular Cerebral). “Dentro das paralisias, a fisioterapia ocular entra para despertar o estímulo sensorial da visão e o muscular dos olhos  para que haja um melhor comando dos nervos que controlam a musculatura externa do olho para que volte o movimento ocular normal”, pontua o fisioterapeuta.

Os exercícios oculares realizados durante a fisioterapia também são indicados em casos pré e pós-cirúrgicos de estrabismo, situações de dores de cabeça sem causa específica e até em casos de vista cansada mesmo a visão já estando corrigida pelos óculos prescritos pelo oftalmologista. “Na fisioterapia ocular é possível avaliar a convergência e divergência dos olhos dos pacientes para verificar se há uma insuficiência na motilidade ocular, que pode levar a estresse visual, gerando cefaleias e enxaquecas”, reforça o profissional do Vilar, que acrescenta ainda que os exercícios são realizados de maneira individualizada no consultório.

Dr. Hélio Siqueira destaca também que além de auxiliar no tratamento de doenças óculo- motoras junto ao oftalmologista e neurologistas, a fisioterapia ocular pode ser utilizada como forma de prevenção de grandes estrabismos, quando os músculos da região dos olhos são fortalecidos precocemente nas insuficiências motoras oculares por meio dos exercícios praticados nas sessões de fisioterapia. “É importante sempre ficar atento aos sintomas relacionados a visão e buscar o médico oftalmologista, pois, somente o especialista poderá indicar o melhor tratamento para cada caso”, completa o fisioterapeuta.



LEIA TAMBÉM

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Guia Comercial

Veja nossos Planos

Classificados

Anuncie Grátis

Publicidades

Fale Conosco