• Teresina, 04/12/2021
  • Tempo Hoje: 22° | 22°
Publicidade
Publicidade

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina realizam manifestação

Ainda de acordo com ele, quase 20 mil servidores municipais da capital estão sendo atropelados por mudanças radicais que afetam a vida de todos eles.

Foto: Tiago Moura/ Portal Teresina Diário
Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina realizam manifestação

Sinésio Soares, presidente do SINDSERM.

O Sindicato dos (as) Servidores (as) Públicos (as) Municipais de Teresina (SINDSERM) protocolou na Câmara Municipal um pedido de audiência pública para debater a proposta de Regime de Previdência Complementar apresentada pela Prefeitura Municipal de Teresina (PMT).

Na manhã da última segunda-feira (22), representantes da diretoria e assessoria jurídica da entidade compareceram na sede do Legislativo Municipal e convocaram a categoria para estar presente nesta quarta-feira (24) como forma de exigir que o projeto seja retirado de pauta e que haja discussão com a categoria.

Antes do início da audiência pública, vários servidores realizaram uma manifestação em frente a Câmara Municipal. O presidente do SINDSERM, Sinésio Soares, falou com a reportagem do Teresina Diário, sobre as principais reinvindicações da classe. "Na verdade nós tivemos agora uma medida autoritária que o prefeito José Pessoa enviou aqui pra Câmara Municipal, uma reforma da previdência, com dois projetos e um desses projetos, ele cria uma previdência complementar com desconto acima do teto e pra o conjunto dos servidores aumentando de 11 à 14%",disse.

Neto falou que estes são os principais ataques sofridos além de que segundo ele, terem sido pegos de uma forma antidemocrática.

"Isso está previsto na reforma que foi aprovada no Congresso. E porque ele, o prefeito, não cumpre a Constituição Federal, que prevê que a cada 12 meses deve haver uma revisão geral dos salários para recompor o poder aquisitivo?, interrogou o membro do SINDSERM. 

Ainda de acordo com ele, quase 20 mil servidores municipais da capital estão sendo atropelados por mudanças radicais que afetam a vida de todos eles.

Em tramitação na Câmara, o projeto indica mudanças que alteram a concessão de aposentadorias e pensões, instituindo um regime de previdência complementar. 




LEIA TAMBÉM

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Guia Comercial

Veja nossos Planos

Classificados

Anuncie Grátis

Publicidades

Fale Conosco