• Teresina, 28/06/2022
  • Tempo Hoje: 25° | 25°

Polícia Federal investiga desvios de R$ 300 milhões para alfabetização no Piauí

A Secretaria de Educação do Estado ainda não se manifestou sobre o caso

@Divulgação
Polícia Federal investiga desvios de R$ 300 milhões para alfabetização no Piauí

A Polícia Federal está investigando o programa de alfabetização de jovens e adultos (Proaja) através do PRO Piauí. Segundo a apuração, são R$ 300 milhões que seriam utilizados por meio de 40 empresas para alfabetizarem 200 mil pessoas em dois anos.  O Ministério Público Federal acionou a PF para investigar os casos de desvios. Na investigação apuraram que existem empresas que só estão no papel e outras que nunca fizeram nada no sentido de atuar na alfabetização. De acordo com o programa, os professores alfabetizadores deveriam receber um salário mínimo cada um pelos serviços prestados e cada aluno teria direito a uma bolsa de R$ 400,00. O inquérito é conduzido pela delegada federal Milena Calland que investida crimes de falsidade ideológica, fraude, empresas fantasmas e já identificaram diversos endereços falsos de prestadores de serviços contratados para atuar no programa. A Secretaria de Educação do Estado ainda não se manifestou sobre o caso, alegando que não foi notificada.


Protestos contra doulas

Os médicos fizeram protesto na Assembleia Legislativa contra uma lei que autoriza a contratação de doulas para o acompanhamento de partos humanizados. Segundo a classe médica este projeto fere a obstetrícia e é inconstitucional ao colocar o pagamento de doulas no SUS.


Liderada em audiência

A mulher presa em flagrante pelo exercício ilegal da Medicina, Iaponyra Soares Sousa e Silva, foi solta em audiência de custódia com autorização do juiz federal Bruno Christiano Cardoso. Ela responde por estelionato por usar o CRM-PI de uma médica que atuava em Miguel Alves. Iaponyra tinha sala alugada no centro onde atendia cobrando R$ 500 por consulta. Ela tinha na bolsa carimbos, receituário e guias de consulta.


Coren suspenso

O procurador do Coren-PI, João Luís Macedo, explicou que Iaponyra Silva é técnica de Enfermagem, mas está com a inscrição suspensa no Conselho, porque só apresentou uma declaração de conclusão de curso e nunca levou o diploma. A inscrição está suspensa desde abril de 2020. Ela teria um ano para apresentar a documentação sob pena da suspensão da inscrição.


Prisão preventiva

A servidora terceirizada do Tribunal de Justiça que atuava na 5ª Vara de Família, Kelly Layane Rodrigues Ferreira, foi presa preventivamente a pedido do Ministério Público e da polícia civil. Ela foi presa acusada de corrupção por ter cobrado R$ 2 mil para agilizar um processo que pedia pensão alimentícia parado na vara desde 2013. 


Aumento da violência

O Piauí está entre os cinco estados que tiveram alta nos índices de mortes violentas de acordo com levantamento feito pelo Monitor de Segurança. Os estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Rondônia e o Piauí estão entre os estados em alta. O Acre foi o estado que registrou a maior queda nos índices de violência, com dados do ano passado. Rondônia foi o que teve o maior aumento de crimes violentos. 


Conselhos tutelares

A Câmara Municipal aprovou a criação de mais dois conselhos tutelares em Teresina, seria um na zona Leste e outro na zona Sul. Atualmente na capital tem cinco unidades e seriam mais dois para melhorar a atuação junto a defesa de crianças e adolescentes. Para a instalação desses novos conselhos falta apenas a sanção do prefeito de Teresina, Dr. Pessoa.


VOZ DO PODER

A Embaixada da França no Brasil iniciou nesta segunda-feira (16), o curso Técnicas e Metodologia da investigação criminal para 25 policiais civis do estado. O curso vai até 19 de maio, com carga horária de 32 horas/aula. "Essa parceria vem desde 2018 com a Embaixada Francesa. Precisamos verificar o que outros países estão realizando ou capacitando seus policiais. Nós sabemos das dificuldades que estamos enfrentando no Piauí. Então é preciso qualificar esses policiais. São 25 policiais que serão multiplicadores e 3 peritos criminais. Vamos ter prática de local de crime para que possamos chegar a um local de crime, que é a verdadeira investigação preliminar, e de lá sair com elementos de convicção e de circunstâncias e da dinâmica de como o crime aconteceu.", disse o secretário de Segurança Pública, coronel Rubens Pereira.






LEIA TAMBÉM

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Guia Comercial

Veja nossos Planos

Classificados

Anuncie Grátis

Publicidades

Fale Conosco