• Teresina, 27/10/2021
  • Tempo Hoje: 26° | 26°
Publicidade
Publicidade

Rafael Fontelles “é o que cresce!...” nas pesquisas

O candidato do governista está com 13,62%


Rafael Fontelles “é o que cresce!...” nas pesquisas

Segundo Pesquisa do Instituto Amostragem, entre os eventuais candidatos à sucessão de 22, o candidato Rafael é o que mais cresce.

            Esse levantamento do Instituto Amostragem recepciona Rafael numa posição confortável à sucessão porquanto, dos cinco nomes indicados, Rafael é o único que jamais concorreu a qualquer cargo eleitoral.

            Os veteranos Ciro Nogueira, Iracema Portella, Sílvio Mendes, além de Wellington Dias labutam a política há vários anos; Por isso, é natural que estejam à frente de Rafael Fonteles, mas este prossegue no encalço de Sílvio mendes.

            O candidato do governista está com 13,62%, enquanto Ciro Nogueira 15,47%, Iracema Portella 10,46%, Sílvio Mendes 22,76% e João Vicente 10,11% “na intenção de voto estimulado para governador”.

            O candidato governador obteve 13,62%, ficando acima de Iracema Portella com 10,46% e de João Vicente Claudino com 10,11%, e obtendo mais da metade das intenções de voto de Sílvio Mendes, com 22,76%, demonstrando empenho extraordinário porquanto jamais concorreu a uma eleição; sendo, portanto, o candidato que mais cresce no levantamento do Amostragem.

            Rafael, superando Iracema Portella e João Vicente e é o candidato que mais cresce na pesquisa.

            Os oposicionistas apresentam o seu postulante à sucessão eleitoral de 22, médico Sílvio mendes, um veterano na política piauiense. E como Vice a deputada Iracema Portella.

            De fevereiro até setembro Rafael Fonteles cresceu mais de 10 pontos percentuais nas intensões de voto para Governador. Além disso, enquanto em fevereiro 70,98% dos entrevistados afirmaram não conhecer Fonteles, em setembro, 57,69% afirmaram não conhecer o Secretário da Fazenda, conforme a pesquisa do Instituto Amostragem.

            Surpreendentemente ascendente nas pesquisas, Rafael aparece em fevereiro com apenas 3,78% das intenções de votos. Em junho, passou para 8,61% e agora saltou para 13,62%, ultrapassando Iracema e João Vicente e com mais da metade das intenções de voto de Sílvio Mendes, Portanto, a trajetória do candidato governista é de subida constante nas pesquisas; de totalmente desconhecido passou a conhecido e fustigando o oposicionista Sílvio Mendes, como primeiro colocado.

            As oposições perderam o seu maior ícone que era Firmino Filho. Líder absoluto no eleitorado na Capital, mas dr. Pessoa impôs ao seu candidato Kleber Montezuma uma derrota histórica.

            Sílvio Mendes, também prefeito de Teresina pelo PSDB, ex-candidato a Governador em 2014, derrotado por Wellington Dias, agora é o eventual postulante ao Governo do Estado para enfrentar Rafael Fonteles do PT.

            A tarefa eleitoral de Sílvio Mendes não será fácil. Pois, além de topar com um Secretário atuante e determinado, terá que também topar de frente com a liderança do maior líder político da histórica do Piauí, Governador Wellington Dias, que apoia Fonteles.

            Ademais estará na Chefia do Poder  Executivo do Piauí, Regina Souza, justamente porque Wellington Dias se afastará para ser eventual candidato ao Senado Federal.

            E se as oposições tentarem diminuir e/ou menosprezar a liderança de Regina Souza por ser humilde, dedicada, às vezes retraída e recatada, verão a sua fortaleza surgir em ação na liderança do Estado e na campanha para eleger Rafael Fonteles. Regina é uma estrategista histórica do Partido dos Trabalhadores onde é respeitada e considerada por sua determinação e firmeza na defesa de suas ações. E conhece a política estadual como nenhum outro. Quando Regina fala, todos calam-se para ouvi-la tamanha a consideração à sua história de vida.

            Especula-se que Sílvio não votará nem sequer em Bolsonaro e Lula, portanto, relativamente a Bolsonaro, já diverge de  Ciro Nogueira, que lhe apoia como eventual postulante ao governo estadual. Assim, as oposições já estão divididas, o que é ótimo para Rafael. E como fica o Ministro Ciro, se Sílvio não apoiar Bolsonaro? É coisa para os oposicionistas responderem, especialmente Ciro Nogueira e Sílvio Mendes.

            E, nesse cenário político acima relatado, o candidato de Wellington Dias e do governismo, Rafael, seguirá ascendente na liderança governista do evento eleitoral de 22 e deverá ser o futuro ocupante do Palácio Karnak, em janeiro de 2023.

MAGNO PIRES é Diretor-geral do Instituto de Águas e Esgotos do Piauí – IAE-PI, Ex-Secretário de Administração do Piauí e ex-presidente da Fundação CEPRO, advogado da União (aposentado), professor, jornalista e ex-advogado da Cia. Antáctica Paulista (hoje AMBEV) por 32 anos consecutivos.

 





LEIA TAMBÉM

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Guia Comercial

Veja nossos Planos

Classificados

Anuncie Grátis

Publicidades

Fale Conosco