• Teresina, 27/10/2021
  • Tempo Hoje: 26° | 26°
Publicidade
Publicidade

Wellington exonera substituta de deputado e pode rachar a base do Governo


Wellington exonera substituta de deputado e pode rachar a base do Governo

O governador Wellington Dias exonerou a substituta do secretário de transportes, deputado Hélio Isaias, que deixou a pasta para voltar para a Assembleia Legislativa e votar na eleição de conselheiro do TCE-PI. E pelo visto, Hélio não volta mais para a secretaria. Ele declarou voto para o deputado Zé Santana (MDB) e não para o seu correligionário do Progressistas, deputado Wilson Brandão, que também disputa a vaga de conselheiro. No Diário Oficial o governador Wellington Dias deu uma canetada e exonerou Aurisônia Rodrigues que ocupava a vaga deixada pelo deputado. No lugar, foi nomeada interinamente a secretária de Administração, Ariane Benigno, para assumir a pasta da Setrans. Com essa medida, começa o esfarelamento da base de sustentação politica do governo Wellington na Assembleia Legislativa. O deputado não deve voltar à Setrans, nem mesmo depois da eleição pra conselheiro do TCE-PI, que acontece nesta quinta-feira (16) de forma secreta no plenário da Assembleia Legislativa. Aparentemente o governador teria preferência pela candidatura da deputada petista Flora Isabel, mas os quatro deputados candidatos: além dos citados Zé Santana, Hélio Isaias e Flora Isabel, tem o Flávio Nogueira, todos da base do Governo. E ainda tem outros seis candidatos, que são técnicos, que pleiteiam a vaga de conselheiro do TCE-PI deixada por Luciano Nunes, que foi aposentado compulsoriamente.  


Arrastão doméstico

Um assalto foi transmitido ao vivo durante aula on-line, no bairro Santa Isabel. Um casal de  professores universitários teve a casa invadida por bandidos e os alunos a ação. A esposa foi rendida quando saia de casa e fizeram um arrastão na casa. O marido ainda levou uma coronhada na cabeça ao tentar proteger o cachorro da família. Eles reclamaram que foram  à delegacia, mas não tinha pessoal para registro o Boletim de Ocorrência.


Operação Bisturi

A Polícia Civil cumpriu hoje (15) três mandados de busca e apreensão nas casas de um médico e um técnico em enfermagem em Teresina. Eles são suspeitos de cobrar cerca de R$ 5 mil para realizar cirurgias em hospitais públicos pelo SUS e cobravam pelos pacientes pelos procedimentos. A operação Bisturi, coordenada pelo delegado Denis Sampaio, não revelou o nome dos acusados.


SUS privado

Há indícios de fraude da documentação utilizada para justificar os procedimentos cirúrgicos. Os prejudicados com essas medidas foram os pacientes, principalmente do interior. De acordo com a apuração da polícia, as cirurgias eram feitas nos Hospital da Polícia Militar, Hospital do Satélite, Hospital do Dirceu e em outras unidades de saúde do interior.


Incêndio na BR

Um ônibus e um carro ficaram completamente destruídos após um incêndio na BR-316, em Ipiranga do Piauí. A PRF informou que ninguém ficou ferido. No ônibus tinha duas mulheres e uma criança, e um homem, que conduzia o veículo. Todos foram encaminhados ao Hospital Municipal de Ipiranga e passam bem. Os dois carros foram rebocados do local.


Proposta de acordo

Os representantes dos quatro consórcios de ônibus voltaram a se reunir com a prefeitura de Teresina e acenaram para o retorno da frota, na totalidade, cerca de 220 ônibus para atender a necessidade dos teresinenses. Eles querem um auxílio temporário para adequar as exigências da prefeitura. Os empresários ficaram de apresentar até sexta-feira (17) um cronograma de retorno integral das atividades.  


Retorno com auxílio

A representante do Sitt e consultora jurídica do Setut, advogada Naiara Moraes, informou que a ideia do auxílio é possibilitar a retomada dos serviços e para que os empresários dos ônibus possam efetivar os pontos cobrados na proposta apresentada pela Prefeitura de Teresina. Participaram da reunião empresários, representantes do Consórcio Sitt e a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).


Eleição do TCE

Acontece amanhã (16), às 11h, a sessão para a eleição do conselheiro do TCE-PI. São dez inscritos que disputam a vaga. Haverá a sabatina com todos os dez candidatos. Cada um terá 8 minutos, por ordem de inscrição, para se apresentar e pedir votos para os deputados. 

Segundo turno

Para ser eleito, o candidato precisa de maioria absoluta, ou seja, 16 dos 30 votos. Caso nenhum tenha essa maioria, será feito nova eleição entre os mais votados, onde tem tiver maioria simples, vence o pleito. Os candidatos são: Flávio Nogueira Júnior, Thiago Normando, José Ribamar Nolêto de Santana, Nayara Figueiredo de Negreiros, Roosevelt dos Santos Figueiredo, Ricardo Teixeira Júnior, Flora Izabel, Wilson Brandão, José de Jesus Cardoso da Cunha e Flávio Teixeira de Abreu Júnior.


VOZ DO PODER

“Ele pediu demissão e fiz nomeação de interino para não ter descontinuidade no andamento das ações. É uma área com muitas e importantes obras estratégicas para nosso povo”, disse o governador Wellington Dias sobre o pedido de exoneração do deputado Hélio Isaias, que resolveu voltar para o mandato e votar na eleição para conselheiro do TCE-PI. Sobre se o deputado poderá voltar para a pasta, Wellington respondeu. “Esta pergunta cabe a ele responder”.






LEIA TAMBÉM

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Guia Comercial

Veja nossos Planos

Classificados

Anuncie Grátis

Publicidades

Fale Conosco