Teresina Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
12/01/2018 - 10:07 hs

Corso de Teresina terá 30 paredões de som

Na edição anterior, a Comissão Organizadora do Carnaval - responsável pelo evento- determinou, juntamente com outros órgãos, a não participação de paredões.

Por Lucas Pereira
Corso de Teresina terá 30 paredões de som
Corso de Teresina terá 30 paredões / foto: reprodução

A Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) recebeu representantes da Polícia Militar, Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) e Associação Piauiense dos Amantes de Som Automotivo (APISOM) para discutir sobre a participação de paredões de som durante o Corso de Zé Pereira de Teresina. 

Esse foi o primeiro encontro para acertar detalhes da participação. Todas as considerações feitas serão levadas ao Ministério Público nesta sexta-feira (12) para uma reunião informal.

Na edição anterior, a Comissão Organizadora do Carnaval - responsável pelo evento- determinou, juntamente com outros órgãos, a não participação de paredões de som na área isolada pela Strans e pela Polícia Militar para o evento devido a preocupação com incidentes já vistos em anos anteriores. 

Diante de pedidos dos amantes de som automotivo da cidade, os órgãos se uniram para analisar todas as maneiras viáveis para a segurança dos foliões, tanto quanto a poluição sonora, direitos e deveres.

"O Corso nasceu de uma manifestação espontânea do povo. Dessa forma entendemos os pedidos quanto a participação de som automotivo e creio que com entendimento todos possam participar do evento", disse Luís Carlos Alves, presidente da FMC. 

Ainda segundo o gestor, foi sugerida a participação de até 30 paredões de som, previamente selecionados pela APISOM. Eles deverão permanecer na avenida até a meia noite. Também será determinado o volume máximo de som que todos deverão obedecer.

O presidente da Associação Piauiense dos Amantes de Som Automotivo, Rinaldo Race, explica qual é a proposta. 

"A proposta é que os paredões abram o desfile dos caminhões e ao final será destinado uma via de acesso para que os paredões permaneçam até o horário sugerido. A seleção será feita mediante os nossos associados, seguindo os quesitos citados, como o som deve estar em cima de uma carreta e puxado por veículo automotor, além de toda documentação necessária do condutor e do veículo", afirmou.

Durante o encontro, preocupações quanto ao policiamento e iluminação na avenida foram citadas, principalmente durante a dispersão dos foliões, incidentes nas áreas verdes e próximas ao Rio Poti, assim como a questão de poluição sonora.  

 












Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*