Teresina Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
04/12/2017 - 13:46 hs

Campeão mundial de judô anuncia aposentadoria

Após 30 anos dedicados ao judô, o meio-pesado da seleção brasileira e do Minas Tênis Clube, Luciano Corrêa, anunciou nesta segunda-feira sua aposentadoria dos tatames

Por Yago Machado

Após 30 anos dedicados ao judô, o meio-pesado da seleção brasileira e do Minas Tênis Clube, Luciano Corrêa, anunciou nesta segunda-feira sua aposentadoria dos tatames. Campeão mundial em 2007 e representante do Brasil nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e Londres 2012, o brasiliense encerra sua carreira competitiva aos 35 anos de idade.

Sua trajetória no esporte começou aos quatro anos, quando deu os primeiros passos no esporte em Brasília, sua cidade natal. Aos 16, Luciano foi integrado à equipe do Minas e aos 19 sagrou-se campeão pan-americano Júnior (Sub 20), em 2001, ano em que também venceu a seletiva nacional e entrou para a seleção principal do Brasil.

Por meio de uma carta, Luciano relembrou o início de sua trajetória no esporte e contou que a decisão de parar foi difícil. “Encontrar as palavras certas pra falar sobre essa decisão é algo difícil e amedrontador ao mesmo tempo. O judô entrou na minha vida de uma forma arrebatadora, tudo relacionado a esse esporte é apaixonante. E mesmo hoje, quase 30 anos após ter iniciado minha carreira na academia Ivanez, o que sinto é igual ou ainda maior. Após meu primeiro campeonato brasileiro em 1992, acompanhado do meu melhor amigo e incentivador que é meu pai, eu disse que meu maior sonho era ser campeão mundial de judô e medalhista olímpico. Nenhum de nós dois fazia ideia do que seria necessário pra atingir ou se existiria alguma chance, o que tínhamos no coração era um sonho”, escreveu.

Foram 16 anos servindo a seleção e inúmeros títulos conquistados. É tricampeão brasileiro, tricampeão dos Jogos Mundiais Militares, bicampeão do Campeonato Pan-Americano, bicampeão dos Jogos Pan-Americanos, multimedalhista em etapas de Open, Copa do Mundo, Grand Prix e Grand Slam do Circuito Mundial da FIJ, bronze no Campeonato Mundial do Cairo, em 2005, e campeão mundial no Rio, em 2007.

“São infinitas as lições aprendidas com o judô, por isso, nunca serei um ex atleta, está impresso dentro de mim os valores aprendidos através do esporte, e são eles que irei carregar pro resto da vida, onde quer que ela me leve.  Tenho consciência e gratidão por tudo que o esporte me proporcionou, e meu desejo, é que essas lições e oportunidades sejam ofertadas a mais e mais jovens desse país”, disse o atleta, que ainda agradeceu aos fãs, o exército, a Confederação Brasileira de Judô e a toda a sua família.

“Finalizo essa carta na certeza de que tudo fiz para alcançar meus objetivos. Aos amantes do Judô e toda torcida Brasileira, quem me dera fosse possível proporcionar mais momentos de alegria através do esporte, obrigado a cada um de vocês, pela compreensão e apoio nos tristes, porém, necessários momentos de derrotas. Sigo a partir de agora lutando fora do tatame pelo Judô Brasileiro. Atenciosamente e carinhosamente, Luciano Corrêa”.

 

Gazeta Esportiva

 












Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*