Teresina Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
11/02/2019 - 08:36 hs

Sem contrato, Adriano põe patrimônio à venda

O atacante já não consegue manter o mesmo padrão de vida que levava quando ganhava milhões de euros

Por Cristiane Ribeiro

Quem conhece Adriano Imperador sabe o quanto ele é mão aberta. Já chegou a pagar R$ 30 mil por mês a um restaurante pelas resenhas regadas à base de picanha e muita cerveja gelada. E é justamente essa qualidade que vem preocupando os amigos e a família dele. Sem jogar profissionalmente desde 2016, quando fez dois jogos pelo Miami United, dos Estados Unidos, o atacante já não consegue manter o mesmo padrão de vida que levava quando ganhava milhões de euros.

Em dezembro, Adriano viajou na companhia da mãe e de uma assessora para Milão onde ainda tem muitos imóveis. O jogador precisava tomar ciência das dívidas com o fisco italiano e colocou parte de seu patrimônio à venda. A lancha negra que tinha, cujo nome era seu apelido, Didico, foi vendida por R$ 6 milhões há três anos. O valor de mercado do tal barco era praticamente o dobro.


A mansão em que morava em Milão e que estava alugada também foi posta à venda pois está com impostos atrasados. O jatinho avaliado em R$ 3,5 milhões foi emprestado para Alexandre Pires para que Adriano se livrasse da manutenção mensal da aeronave, e agora ele só viaja em avião de carreira.

Na internet, uma pequena lancha é anunciada como sendo dele. Por R$ 13 mil é possível comprar “o barco de driano Imperador” que está ancorado na Ilha da Gigóia, no Itanhangá.



Extra

 












Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*