Teresina Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
07/02/2019 - 13:22 hs

Com 70% da frota circulando, motoristas e cobradores dizem que greve continua

Os trabalhadores inciaram o movimento grevista pedindo um reajuste salarial de 8,4%.

Por Lucas Pereira
Com 70% da frota circulando, motoristas e cobradores dizem que greve continua
motoristas e cobradores dizem que greve continua / fotos: Pedro Silva

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários  de Teresina se reuniu na manhã desta quinta-feira (07) após a decisão da justiça do trabalho que determinou que o sindicato colocasse 70% da frota de ônibus nas ruas.

Na reunião, ficou acordado que será cumprida a determinação judicial. O presidente do Sintetro, Fernando Feijão, informou ao Portal Teresina Diário que os profissionais já estavam com a frota em 30%, conforme determina a lei, mas foram surpreendidos com a decisão do magistrado.

“Não entendemos o motivo da decisão, mas iremos cumprir”, disse Fernando Feijão.


Os trabalhadores inciaram o movimento grevista pedindo um reajuste salarial de 8,4%, mas aceitaram uma proposta de acordo em 5%, porém, o Setut ofereceu uma contraproposta de 4% que foi recusada.

Prefeitura diz que não é responsável

A vereadora Graça Amorim (PMB), líder do prefeito Firmino Filho (PSDB) na Câmara Municipal de Teresina, reafirmou nesta quinta-feira que a prefeitura de Teresina não tem como intervir na greve dos trabalhadores do Transporte Público.


De acordo com a vereadora, o que está posto é uma relação empregatícia que deve ser resolvida pela justiça do trabalho.

“Quem tem poder para decidir sobre esse dissídio é a justiça do trabalho, isso já faz parte do calendário anual da cidade em relação a essa categoria e agora querem colocar a prefeitura no meio como se fosse um empecilho, o que não é”, declarou.

Veja matéria relacionada:

TRT-PI determina que frota de ônibus circule 70% em horários de pico


 












Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*